Vertigens Psicológicas – Depois do tiro o silêncio

Depois do tiro o silêncio

Fotografa: Felipe Laurito

 

UM: Cadê os vizinhos chatos? Cadê as buzinas infernais dos carros? E nesse prédio inteiro não tem nenhuma daquelas crianças insuportáveis que vivem correndo pra lá e pra cá!

DOIS: (Levanta-se) E Agora? O que eu faço? Eu fujo? Corro? Pulo pela Janela? Eu não tenho saída. Não existe saída nenhuma. (DOIS se senta no lugar de QUATRO)

TRÊS: O que foi? Quer uma cerveja? Um uísque? Vodka? Ué? Não gostou do que eu disse? (QUATRO se senta no lugar de DOIS).

QUATRO: Oi. Você vem sempre aqui? Não. Como você se chama?

 

Autor: Lucas Freitas

Elenco: Bruno Isihara, Henrique Miguel, Douglas Rene e Paula Percelli

Direção: Paulo Barros

 

Vertigens Psicológicas – Eu sou você

Eu sou você

 

Fotografia: Eliege Holanda

 

Homem: Espera!!!

Moça: Não! Só fico aqui se você me disser o seu nome.

Homem: Mas porque um nome é tão importante assim? Porque você não me chama de você? É tão mais… prático! O que acha?

Moça: Louco!

Homem: Está bem! Está bem! …O meu nome é… Primeiro as damas!

Moça: Bem que você avisou que o seu nome era esquisito.

Homem: O meu nome? Não! O que eu quis dizer é que…

Moça: Já sei! Eu entendi. Estava só brincando.

 

Autor: Diego Sant’Ana

Elenco: Douglas Rene, Juliana do Vale e Paulo Barros

Direção: Douglas Rene

Vertigens Psicológicas – Olhos da noite

Olhos da noite

Fotografia: Felipe Laurito

Fotógrafo: Mas o que solidão, esse papo de caminho que eu trilhei até vocês, essa história furada de me ajudar, eu… eu… já nem sei mais quem sou, será que vocês entendem? Hein? Vocês por acaso entendem o que é estar cego? Perdido? Seus Malditos! O que vocês querem de mim?!

Claridade: Apenas a verdade!

Fotógrafo: A Verdade? Que porra de verdade você ta falando hein?

Claridade: A verdade sobre você. A sua verdade! Tudo que nós queremos é que você se encontre, só assim nós estaremos livres da noite. A noite que você criou através da suas lentes… nós estamos presos nas suas ações, e elas trouxeram a noite…

Fotógrafo: Mas como? O que eu posso fazer… eu só quero me ver livre desse pesadelo, só isso.

Escuridão: Ora! Muito simples,basta que continuemos com as aventuras de Nogueira pela solidão da noite!

Elenco: Bruno Ishihara, Henrique  Miguel, Paula Percelli, Douglas Rene e Paulo Barros

Autor: Paulo Barros

Direção: Douglas Rene e Paulo Barros

 

Mapa Cultural Paulista

Resultado do Mapa…
Mensão honrosa para iluminação e cenário.
A Porto dos moinhos está como suplente a representação da cidade de Osasco.
Valeu por mais uma trabalho!

Olha ai galera!A Porto dos Moinhos está no

Olha ai galera!

A Porto dos Moinhos está no Mapa Cultural Paulista.

Apresentaremos o espetáculo “No absurdo de Pinter” dia 20/06/13 as 19:30.

Entrada Gratuita, na Escola de Artes Cesar Antônio Salvi.

Compareçam!!!

Hotel Paradise – Porto dos Moinhos no Teatro Nivaldo Santana. Não Percam!

Entre diversos estudos do autor Nelson Rodrigues, a quem foi referenciado nosso primeiro trabalho, nasce Hotel Paradise. Ambientes distintos que se encontram com o instinto, o consciente e o inconsciente do homem. 7 personagens te suas fraquezas exploradas, suas identidades mescladas e uma viagem temporal os carrega ao fim de todos aqueles que se desencontram de si.

Seja bem vindo Diego Sant’Ana

A Porto dos Moinhos quer dar as boas vindas ao nosso querido amigo Diego Sant’Ana, que está participando do espetáculo Hotel Paradise. Tem sido uma satisfação enorme estar ao seu lado nos ensaios e sentimos que mais um grande amigo chegou para crescermos ainda mais.

Diego. Valeu pela confiança e pela consideração.

_______________________________